Resenha: A sereia - Kiera Cass



Título: A sereia
Páginas: 328
Lançado: 2016
Autora: Kiera Cass
Estrelas

Confesso que iniciei esse livro com muitas expectativas, afinal eu li a trilogia "A seleção" e adorei! Mas neste livro não consegui me prender e apaixonar pela historia.. 
Com a onda de sereismo Kiera quis dar um ar inovador para os contos de sereias que já rondam os mares a muitos anos. Kahlen foi salva em um naufrágio no qual sua família inteira faleceu. De forma misteriosa a garota é salva e como pagamento ela deverá servir a água que é seu salvador. 

O trabalho de Kahlen é manter a água viva, trazendo pessoas para água para sua sobrevivência, a morte de humanos traz a vida da água.  As regras são claras para as sereias são claras, a água salva mas as sereias devem servi-la por 100 anos, sem se apaixonar por ninguém!

A historia acontece pelas praias ao redor do mundo, além de Kahlen existem mais três meninas que vão se mostrando ao longo da historia, que são fundamentais para o desenrolar da historia. Miaka, Elizabeth e Aishling vão contando um pouco sobre a própria transformação.

Kahlen com seu jeito meigo e encantador a conhece Akinli. Ele se vê apaixonado pela menina assim que a vislumbra, mesmo sem poder falar Kahlen sente uma grande ligação pelo garoto. 


Mas será que Kahlen conseguirá não se envolver com o garoto gentil e bondoso que conheceu? O que ela seria capaz pelo o amor...




O livro em minha opinião se resume em dramático e romântico.

O livro tem uma leitura fácil e fluí muito bem, mas acredito que faltou uma ação maior no livro.

Kahlen me lembrou muito a Bela do Crepúsculo, em minha opinião senti ela um pouco sem sal e senti que a autora se perdeu um pouco na historia tentando acrescentar algo acabou deixando a desejar e perdendo o potencial que eu vi muito principalmente no livro "A seleção".

  Indico o livro para quem está buscando uma leitura leve e com seres fantásticos, mas tenha paciência pois terá muuuuito drama! 

E vocês já leram a sereia?
 Comentem aqui!

Yasmin Duarte

Nenhum comentário:

Postar um comentário